MOLOTOV

MOLOTOV

tpm!

tpm!

potofawesome:

Pkmn Yellow etch a sketch full

potofawesome:

Pkmn Yellow etch a sketch full

Marcas Cambiáveis (Mutantes, Moving Brands)

Há muito tempo tenho ouvi falar de “moving brands”, e o quanto elas podem revolucionar o mercado do Branding.

Dado Queiroz salienta sobre as possibilidades com as “moving brands”:

 

 

Por exemplo, um logo que tenha a posição, forma, cor e transparência de seus elementos sempre variando (em movimento, mesmo) e influenciadas por variáveis externas, como o número de tweets sobre bicicleta os últimos 2 minutos ou a cor predominante em uma pesquisa no google images sobre o trending topics mundial ou fatores como umidade e temperatura atuais ou qualquer outra coisa (p.ex.: um countdown para um evento como a copa do mundo, a média de subida do nível do mar no mundo, o número de votos de um candidato ou até coisas mais focadas no usuário, usando dados de seus perfis online ou de configuração de sua máquina/celular/tablet… as possibilidades são infinitas).
Ou seja, online o logo pode estar sempre se movendo (a partir de variáveis coletadas, como nos exemplos acima, ou arbitrárias, definidas por alguém) e, em casos estáticos como print e papelaria, pelo que entendi é possível “imprimir” o swf alimentado por esses dados dinâmicos para um arquivo vetorial, “congelando” as variações em um dado momento.

Isso muda completamente o processo de projeto de uma marca. Completamente. O pensamento passa por uma espécie de 4ª dimensão, que seria o fator dinâmico. Que elementos serão afetados e como? Quais os limites aceitáveis de variação que podem ocorrer sem comprometer o senso de identidade da marca?

 

Veja o exemplo do Mit Media Lab:

MIT Media Lab Identity, 2011 from readyletsgo on Vimeo.

Olhe o case da Casa Da Música:

Outro grande exemplo é o re-brand da AOL, que explora as infinitas possibilidades de aplicações da marca! 

Mais um exemplo memorável é o re-brand feito pela M.B. para Swisscom, onde podemos ver um forma tridimensional abstrata sendo explorada em suas infinitas possibilidades.

Novos tempos para o Branding!

_______

Fontes:

http://logobr.org/branding/mit-media-lab-design-transgressor/

http://blogtelevisual.com/

BrandBook da nova marca da Nextel!

Em primeira mão, o BrandBook da nova marca da Nextel!


Open publication
- Free publishing - More brandbook

C+M+Y+CAKE

C+M+Y+CAKE

Se o seu slogan não serve para vender camisinha ele não é bom!

Se o seu slogan não serve para vender camisinha ele não é bom!


Do or do not. There is no try.